Segunda-feira, 21 de Novembro de 2016

Os Nexos Complexos Finalmente Coalesciam Nos Amplexos.

     As noites chegaram finalmente em que o amor pulava as margens soltas deste rio de luz e claridade e palavras e gestos. Os nexos complexos finalmente coalesciam nos amplexos.
     Perto de mim persiste o cheiro noturno de flores que desabrocham. O mais pequeno perfume reverbera como um foco de luz que me diz onde estas. De onde vens. que futuro veste a tua pele sôfrega. O caminhante sofre usurpado pela luz incandescente desta chuva de estrelas.
     Algures nos entrefolhos do amor a esperança cresce em mares frenéticas de prazer. Quem seremos nós senão a imagem espelhada duma ideia. Uma perceção fugaz que se cria e logo desvanece não deixando traço que alguma vez existiu. Apenas deixou uma sombra de memoria, um fantasma errante de uma sensação que se oprime por existir. Um fugaz lugarejo de recordação onde podemos viver secularmente sem deixarmos, no entanto, de sofrer a dor paliativa de existir.
     Sei que por momento estiveste perto de mim. Um dia existiu o lugar em que nos tempos imemoriais a membrana ventosa do nosso destino se tocou criando um universo alternativo. Um momento em que a queda do firmamento uniu todas as formas viventes num único ponto de paixão.

publicado por 100destino às 13:53
link do post | comentar | favorito
|

.Novos Destinos

. Vivo Para Te Encontrar.

. Timbres Cor De Fogo.

. Procuro Pelos Espaços Do ...

. Entre Nós Nunca Houve Tem...

. A Tentação Sombria Da Mel...

. Algures Dentro De Nós Exi...

. Onde Colar Os Selos Diama...

. Os Nexos Complexos Finalm...

. A Dor É Apenas Um Estado ...

. o Veneno Tóxico Da Loucur...

.Destinos comentados

Como posso entrar em contato com você?Me mande um ...
lindo
Tantas e tantas vezes que temos este pensamento...
Ninguém saberá responder a isso...
Gostei muito deste excerto, especialmente "Segredo...

.Destinos antigos

.subscrever feeds