Quinta-feira, 28 de Julho de 2016

Um momento solar por si só.

      Pedro passa os dedos pelas teclas do piano e a cada toque surge uma nota, um pequeno som indiferente. Um momento solar por si só. Ninguém dá por nada. Já ninguém escuta o marulhar das ondas no infinito reverberar da melodia.
      Sónia começa a murmurar na febre. Está quente, infetada, afetada. E pedro segue uma tecla a seguir a outra. O ritmo começa, continua e sobe. O miador enrolado em si espreguiça-se esticando as orelhas. A música invade o espaço lutando com os fantasmas que existem nos cantos inabitados do edifício.

publicado por 100destino às 11:06
link do post | comentar | favorito
|

.Novos Destinos

. Vivo Para Te Encontrar.

. Timbres Cor De Fogo.

. Procuro Pelos Espaços Do ...

. Entre Nós Nunca Houve Tem...

. A Tentação Sombria Da Mel...

. Algures Dentro De Nós Exi...

. Onde Colar Os Selos Diama...

. Os Nexos Complexos Finalm...

. A Dor É Apenas Um Estado ...

. o Veneno Tóxico Da Loucur...

.Outros Destinos

.Destinos comentados

Como posso entrar em contato com você?Me mande um ...
lindo
Tantas e tantas vezes que temos este pensamento...
Ninguém saberá responder a isso...
Gostei muito deste excerto, especialmente "Segredo...

.Destinos antigos

.subscrever feeds