Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

28.03.10

100Fôlego


100destino

salto fundos

desejos em branco

devasso mundos

objectos em pranto

séculos obscuros

momentos distantes

corpos futuros

prazeres brilhantes

arde a flor

escondida no cume

no beijo o calor

no gesto o perfume

delírio na pele

solta o suspiro

derrete o mel

no ar que respiro

jovem dança

os seus lindos folhos

e nasce a esperança

no brilho dos teus olhos.

21.03.10

Catarse


100destino

 

Quantas serão as sombras esguias escondidas na catarse? Serão memórias fantasma que já não existem mas que nos continuam a perseguir? Planos difusos de outras existências possíveis mas nunca a nossa?

Desfaço os momentos em fracturas cristalinas. Procuro dessa maneira destruir a raiz original do sofrimento.

É preciso matar, assassinar , asfixiar todo o sentido do insucesso para que do nada talvez, e só talvez, germine da escuridão niilitica a semente improvável da felicidade.

14.03.10

Reflexo


100destino

 

Continuo perseguido pelas imagens obscuras da solidão. São sintomas de uma decadência que se dissolve numa superfície de contraste.

Sentidos inoportunos, vazios de alma que me encontram apesar de escondido nesta melancolia assombrosa. Esqueço a entrega do corpo como se pertencesse a outro universo, distante de um nascer equivoco.

Grito na rasante fronteira do corpo. Angústia que retorna na maré viva do sofrimento. Foge-me a Alma do corpo moribundo.

Mas cresce um desejo agudo nas raízes fundas de mim. Um Eu que desconheço borbulha vulcânico numa qualquer ilha do esquecimento.

Não sei de onde vem, como se forma ou de que naufrágio fantasma surge esta imagem acusadora no reflexo prateado do espelho.

07.03.10

Pura


100destino

 

Quando cheguei ao mundo dos teus olhos vinha perdido na fatalidade obscura do viver incerto. E ali fiquei sabendo que nunca mais te voltaria a ver assim.

Pura, perfeita e leve. Surpreendida pelo momento.

Aperto o peito tentando encontrar-te em mim mas a fuga do tempo sequestrou-me esta felicidade efémera remetendo-me ao limbo infernal de te procurar outra vez.