Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

12.11.08

Só Sei Que Um Dia Destes Vou Dançar Contigo.


100destino

 

Olhas-me nos olhos e deixas suspenso o convite. Um entre muitos que me lanças como pétalas sopradas ao vento. Mas eu declino um atráz do outro só para continuar a ver-te dançar.

O ritmo dos teus braços, o baloiçar do teu cabelo, suspendes o movimento para logo de seguida o retomares com um gesto das ancas. Ora suave, ora intermitente, desgarras os movimentos ondulantes na minha direcção. Eu estremeço no meu bote mas não me afundo. Agora não, talvez mais tarde.

Continuas a dançar. Adoro ver-te dançar. Como todos pensam que és a mulher do mundo e só eu entendo que o mundo afinal a ti pertence. Que todos pensam que te podem ter mas no fundo não sabem que não pertences a ninguem. Tens uma categoria só tua, uma existência eterna que não pertence a nenhum espaço, a nenhum entendimento.

Mas tu sabes que eu sei. Que apenas eu reconheço a natureza volúvel do teu mundo. Só eu compreendo os teus intempestivos acessos de paixão e alheamento. Que apenas respondes à ordem da tua voz interior, à tua voz de mulher.

Procuras o meu olhar e esperas o momento em que eu não aguente mais. O momento em que afinal sempre consigas quebrar a minha vontade com o teu sorriso, com o fervor sensual do teu olhar e com os ciosos suspiros ao meu ouvido. Afinal sabias ser uma questão de tempo.

Não sei quanto tempo mais vou conseguir esperar. Quando tempo mais vou conseguir manter-me longe desse teu enleio mágico. Não sei se não me perderei enfeitiçado pelo teu dançar.

Só sei que um dia destes vou dançar contigo.

1 comentário

Comentar post