Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

16.06.09

Obsediana


100destino

      Soa o clangor da porta e o momento irredutível que me protegia desapareceu. Obsediana chegou e com o seu passo macio atravessou os segundos distendidos que a separavam de mim.

      - Sabia que te iria  encontrar aqui.

      Olho o espaço e a luz negra da noite enche-me de vida, julgo sentir um certo conforto no seu lençol frio.

      - Também devias saber que eu não queria ser encontrado.

      Estou aqui neste canto absorvido pela dor da renuncia e sei que sabes que a minha vida gira em torno dos teus lábios e do beijo que algures no passado os teus olhos me prometeram.

    Chegas perto de mim soltando peças de roupa pelo caminho, o cabelo pousa suave na tangente de pele vítrea e tornas-te efémera, alada, um pássaro na penumbra que voa sobre mim. Contraio-me diminuindo o corpo ao impacto.

      Um beijo. Sim.

      Boca, quente, lábios, húmidos, olhos, fechados.

      Um coração fechado também.

      Não era esse o beijo que eu queria.

 

2 comentários

Comentar post