Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

30.05.10

O Mais Importante Feito da Criação 2/10


Paulo José Martins

 

E agora frente a frente com a epítome da beleza, uma imagem tantas vezes vista e nunca antes observada, hoje transformou-se na obliqua luz da manhã e encontrou o seu destino como origem da arte.

Vinha buscar o que me pediste.”

Nada, vazio. Todos os processos da alma desistiram de mim. Vivo para um só propósito: capturar a essência da Beleza e fixá-la para todo o sempre.

Não consegui acabar.”

Flora entrou sem pedir. Passou por mim sem uma palavra e percorreu a sala mutilada pela violência da noite. Parou.

Gostei deste.”

Eu não gostei desse. Não gostei daquele. Não gostei de nenhum destes que espelham o meu desespero e insistem em me assombrar as noites. Fantasmas, sintomas do vício, reflexos de um eu que não quero que exista mas que ressurge quando menos se espera.

Está inacabado.”

Os seus olhos comprimem-se na impaciência e os seus gestos suaves aumentam de ritmo. Observo a angústia enquanto escorre uma linha de tinta levantando a ponta de um pincel.

Acabaste algum?”

Flora continua a passear-se pelos quadros como folheando um livro. A sua silhueta translúcida muda na claridade da manhã, transforma-se através do espaço.

Trabalhei toda a noite e até agora a inspiração não tinha chegado.”

Flora roda ligeiramente nos calcanhares. Sorriu com os olhos. As palavras tinham-me saído sem propósito mas com uma finalidade da qual eu não era dono. Agora era como se o destino tive-se tomado conta de todas as nossas acções num sistema indefinível com o propósito de se auto-cumprir.

O que mudou entretanto?”

Ao abrir da porta a inspiração chegou.”