Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

10.10.10

O Que Faria Você? 1/3


100destino

 

      Há quem diga que estou doido. Mas não estou. Apenas morri fora de tempo.

      A alma dilui-se nas amarguras do corpo. Sobram apenas os espaços entre o sofrimento e a indiferença que o corpo sonâmbulo atravessa por instinto.

      “ O que faria você se morresse antes de tempo? “

      Sinto-a... sob a pele. A comichão da morte alastrando dentro de mim. Olhando-me de dentro para fora. Inquisidora.

      Uma dor aqui, uma dor ali, a morte prepara minuciosamente o momento da estocada final. Calculista.

      Dizem que estou doido.

      “ O que faria você se a morte vivesse dentro de si?”

     Às vezes sinto a alma descolar desta existência viciosa. Tenta afastar-se, esquecer, por um segundo, por um momento que seja, procura algo diferente.

     Felicidade? Não. Seria pedir muito.

     Um pouco de alegria? Um sorriso? Um breve esgar de contentamento? Nada disso.

     A alma sobrevive na esperança de que nesse momento possa deixar de sentir, deixar de sofrer. Possa finalmente, descansar.

     “ O que faria você se a vida fosse uma dor constante?”

      Morri antes do tempo. Morri com medo de continuar a viver assim. Desesperado.

     Decidi existir deixando de existir. Morri apenas para que a morte me deixa-se em paz. Perdesse o interesse. Esquecesse-me. Saí-se de mim e levasse esta dor consigo.

     Imagino as duas, caminhando de braço dado. Rindo, afastando-se no horizonte, cada vez mais longe, distraídas, longínquas, abandonando-me ao privilegio da melancolia.

    “ O que faria você se pudesse viver sem o medo da morte?”