Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

26.07.16

Hoje a angústia não dorme.


Paulo José Martins

      A insónia surge quando menos se espera. Passo as unhas pelo rasurado do chão e nos dedos cravo pedaços de vidro. A pele rasga-se. Sucumbe às arestas finas e acutilantes do silêncio. Hoje a angústia não dorme. Da sombra, a melancolia aparece de garras afiadas pronta para dilacerar qualquer esperança.
      Serei capaz de voltar a escrever? Será sónia capaz de voltar a pintar? Joana canta naquele quadro à beira-mar. Acompanhada de gaivotas, vestidas de fato e andando de um lado para o outro com as mãos atrás das costas. Num momento param, olham de esguelha e assustadas levantam voo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.