Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

22.03.15

O meu próprio inimigo.


Paulo José Martins

Vivo a cada momento como vento lacustre a beira mar. A água volta e revolta no espírito magnânimo deste território ficcional. Hoje irei viver o infinito esperar pela angústia que se me reserva.

Nada me irá persuadir a morrer inerte. Lutarei pelo espaço esquálido da honra infinita e superarei as forcas tectónicas do fracasso niilista.

Sempre contei com o desespero de ser eu mesmo. E chegarei ao objectivo celeste apesar de mim. De todos os seres deste mundo vivo na absoluta certeza de que sou o meu próprio inimigo.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.