Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

24.08.14

O rasto cadente de ti.


100destino

 

Sinto este aperto naufrago no peito insolvente. Esmaga-me o gesto violento da tua ausência. Tudo em mim é esta sensação de perda. O saber-me sozinho mergulhando entre multidões de gentio.

 

Fazes-me falta. Sinto-te no afagar destes meus dedos inquietos na bruma da tua noite. Medos. Suores frios na calada da noite e o teu aconchego é sempre o meu porto de abrigo.

 

O que farei enquanto a minha alma arde?

 

Caminho sobre as achas da solidão e procuro no seu rasto o cadente de ti. E peço um desejo. Peço que um dia possa abrir a minha mão fechada e que no seu centro encontre a tua que nunca fugiu de mim.