Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

15.03.15

Quem vive em mim.


100destino

 

A manhã chegou húmida de um desejo infinito. Todo o soalho emitia um latejar abrasador. E eu deitado de costas no vácuo campestre da tristeza sonhava imberbe pela oportunidade fantástica de existir sozinho.

Magnânime na minha ausência perdi os caminhos soterrados do vento em aquosas sombras de panos de barcos a vapor.

Construi castelos medievais sobre as nuvens vaporosas da melancolia e plantei os segredos prescritos de um passado que ainda irei viver. Algures dentro de mim existe o meu contrario e eu sonâmbulo diurno vivo com medo de encontrar quem vive em mim.