Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

100Destino

Onde um destino sem destino procura um destino entre cem.

16.08.16

Tudo parece andar para trás.


100destino

      Subitamente, surgem as borboletam em voo planado. O vento assobia pela ponta das asas das gaivotas que voltam ao quadro original. Tudo parece andar para trás. Tudo parece afastar-se de mim. Deixando-me uma vez mais sozinho.
      Uma mão na minha face e sónia a olhar para mim. A sua face triste, produzindo lágrimas de cristal que, ao caírem no chão, estilhaçam-se em pequenos pedacinhos de vidro. Vai deixar-me, abandonar-me no caminho que ainda tenho de percorrer.
      Eu sou o rapaz que se perdeu dela.Talvez eu seja a pessoa que se perdeu dentro do que escrevia. Sou o escritor que escreve a sua própria vida e vive a vida que escreve. Sofro porque escrevo que sofro. E na angústia, corto os pulsos no gume afiado das palavras porque só assim, essas palavras podem existir no âmbito do manuscrito.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.